> Artigos de interesse

A gravidez e a toxoplasmose

09/02/2015

A gravidez e a toxoplasmose

 

A toxoplasmose é uma doença provocada por um protozoário, o Toxoplasma gondii.

A toxoplasmose é uma zoonose ("doença ou infecção naturalmente transmissível entre animais vertebrados e seres humanos").

Transmite-se através da ingestão de alimentos contaminados com quistos do parasita,( especialmente carne crua, mal passada, frutas e legumes mal lavados). No entanto, também é possível a sua transmissão através do consumo de leite não pasteurizado, água não tratada e contacto com terra contaminada (jardinagem).

Esta doença assume especial importância porque é transmissível ao feto através da placenta, podendo resultar em aborto ou defeitos congénitos em particular no 1º trimestre da gestação. Nos dois últimos trimestres da gestação o risco de lesões graves é menor.

O diagnóstico da toxoplasmose é feito através de uma análise sanguínea que pesquiza anticorpos especificos contra a doença.

Sendo a única espécie conhecida em que o parasita termina o seu ciclo de vida, o gato reveste-se de particular importância no ciclo de vida da toxoplasmose. Ele é o seu hospedeiro definitivo. Através das suas fezes o gato elimina oocistos infectantes para o meio ambiente ( oocistos capazes de infectar outros animais).

A infestação do gato ocorre após a ingestão de carne crua contaminada, 3 a 21 dias depois formam-se no intestino do gato oocistos capazes de infetar outros animais. Estes oocistos são expelidos para o meio ambiente através das fezes. Após este período, o sistema imunitário do gato consegue controlar a doença, parando a eliminação de oocistos. Esta é pois, a única fase em que o gato poderá transmitir a doença.

No ambiente os oocistos necessitam de 1 a 4 dias para esporular ( cápsula resistente) e só então se tornam infetantes ( poderão permanecer assim no meio ambiente durante vários meses).